Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens

Aeromodelismo

Download

Anatomia Humana

Download

Aquariofilia

Download

Arqueologia

Download

Arquitetura

Download

Astronautica

Download

Astronomia

Download

Automodelismo rádio controlado

Download

Ciencias da terra

Download

Comunicações

Download

Echolink

Download

Eletronica

Download

Energia

Download

Engenharia

Download

Engenharia Aeronáutica

Download

Entomologia

Download

Especialidade GPS

Download

Espeleoturismo

Download

Geografia

Download

Geologia

Download

Hidrografia

Download

Informatica

Download

Invenção

Download

Meteorologia

Download

Mineralogia

Download

Oceanologia

Download

Ornitologia

Download

Paleontologia

Download

Planador

Download

Química

Download

Robótica

Download

Saneamento ambiental (antiga engenharia sanitaria)

Download

Técnica aeronáutica

Download

Web Design

Download

Zoobotânica

Download

Criando uma nova Especialidade

Você não precisa limitar seus interesses somente às Especialidades que aparecem neste guia. Você pode criar outras, seguindo um roteiro bastante simples.

1º Passo: Identificando um interesse

Como todo jovem, você é curioso e tem vontade de estar sempre aprendendo coisas novas. Digamos que, num determinado momento, você se interessa por um tema que nunca ninguém pensou em converter em Especialidade, mas que você acredita que poderia resultar em uma Especialidade interessante.

Para fazer com que a alcateia ou a tropa perceba seu interesse, verifique com os seus companheiros de matilha ou de patrulha se eles gostam da ideia. Procure apresentá-la em uma Roca do Conselho ou em uma reunião da Corte de Honra.

Converse também com os escotistas da seção e, quando tudo estiver um pouco mais claro, decidam qual será o nome da nova Especialidade e em qual dos cinco Ramos de Conhecimentos ela estará inserida.

2º Passo: Definindo os requisitos

Uma pessoa que conheça o assunto - e que provavelmente acabará sendo designada para atuar como seu instrutor ou examinador - poderá auxiliá-lo a definir os requisitos para a conquista dessa nova Especialidade.

É muito importante que essa definição se faça mediante um processo de discussão e de negociação, para que todos tenham a certeza de que, depois que tudo isso estiver terminado, você terá efetivamente conquistado uma Especialidade, trilhando o caminho do aprender, do fazer e do servir. Não se esqueça de que o número de requisitos deve ser um múltiplo de três.

3º Passo: Conquistando a Especialidade

Depois de percorridos os dois passos anteriores, está definida uma “Especialidade de Seção”, e sua conquista não difere em nada da conquista de qualquer outra Especialidade.

Você, como autor da proposta, deverá ser o primeiro na alcateia ou na tropa a conquistar a nova Especialidade. Nada impede que alguns dos seus companheiros ou companheiras se empolguem pela proposta e também decidam conquistá-la.

Todos os que conquistarem a “Especialidade de Seção”, poderão utilizar o distintivo. Como a Especialidade é ainda uma “recém nascida”, o distintivo conterá apenas o desenho do Ramo de Conhecimentos, conforme apresentamos abaixo:

4º Passo: Propondo a inclusão da Especialidade no Guia de Especialidades

Depois que você houver completado a conquista, pelo menos, do nível 1 da Especialidade que você mesmo propôs, é hora de sugerir sua inclusão no Guia de Especialidades. Dessa forma, crianças e jovens de outros pontos do Brasil também poderão tirar proveito de sua ideia.

Caso você seja lobinho, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Roca de Conselho. Caso seja aprovada, seu Akelá deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br ).

Caso você seja escoteiro ou sênior, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Corte de Honra. Caso seja aprovada, o Chefe da Seção deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br).

Após receber a proposta, o Escritório Nacional submeterá a sugestão da nova Especialidade à avaliação da Equipe Nacional de Especialidades, que examinará o assunto, introduzindo as modificações que se fizerem necessárias. Caso a proposta seja aprovada, a nova Especialidade será amplamente divulgada e incluída na próxima edição desse guia.

Se, por qualquer motivo, a proposta não for aprovada pela Equipe Nacional de Especialidades, o Escritório Nacional informará as razões da não aprovação e nenhum outro jovem deverá investir tempo e esforço na conquista daquela Especialidade. Ainda assim, conservam o direito de utilizar o distintivo correspondente todos aqueles que já a conquistaram, embora não possam pleitear prosseguir na busca dos requisitos necessários para a conquista de outros níveis.

Anime

Download

Arte da marinharia

Download

Arte em origami

Download

Artes cênicas

Download

Artes gráficas

Download

Artesanato

Download

Bateria

Download

Cinefilia

Download

Coleções

Download

Cosplay

Download

Cultura brasileira

Download

Dança

Download

Dança folclórica

Download

Ecumenismo

Download

Estudos da bíblia

Download

Fotografia

Download

Fotografia Digital

Download

Genealogia

Download

Grafite

Download

História aeroespacial

Download

História brasileira

Download

História da arte

Download

História da igreja católica

Download

História local

Download

História marítima

Download

História mundial

Download

Leis

Download

Leitura

Download

Literatura

Download

Mágica e ilusionismo

Download

Malabares

Download

Multimídia

Download

Museologia

Download

Música

Download

Numismatica

Download

Oratória

Download

Pintura e desenho artistico

Download

Pintura em tela

Download

Plastimodelismo

Download

Produção audio visual

Download

Tradições

Download

Tradições indigenas

Download

Videogame

Download

Criando uma nova Especialidade

Você não precisa limitar seus interesses somente às Especialidades que aparecem neste guia. Você pode criar outras, seguindo um roteiro bastante simples.

1º Passo: Identificando um interesse

Como todo jovem, você é curioso e tem vontade de estar sempre aprendendo coisas novas. Digamos que, num determinado momento, você se interessa por um tema que nunca ninguém pensou em converter em Especialidade, mas que você acredita que poderia resultar em uma Especialidade interessante.

Para fazer com que a alcateia ou a tropa perceba seu interesse, verifique com os seus companheiros de matilha ou de patrulha se eles gostam da ideia. Procure apresentá-la em uma Roca do Conselho ou em uma reunião da Corte de Honra.

Converse também com os escotistas da seção e, quando tudo estiver um pouco mais claro, decidam qual será o nome da nova Especialidade e em qual dos cinco Ramos de Conhecimentos ela estará inserida.

2º Passo: Definindo os requisitos

Uma pessoa que conheça o assunto - e que provavelmente acabará sendo designada para atuar como seu instrutor ou examinador - poderá auxiliá-lo a definir os requisitos para a conquista dessa nova Especialidade.

É muito importante que essa definição se faça mediante um processo de discussão e de negociação, para que todos tenham a certeza de que, depois que tudo isso estiver terminado, você terá efetivamente conquistado uma Especialidade, trilhando o caminho do aprender, do fazer e do servir. Não se esqueça de que o número de requisitos deve ser um múltiplo de três.

3º Passo: Conquistando a Especialidade

Depois de percorridos os dois passos anteriores, está definida uma “Especialidade de Seção”, e sua conquista não difere em nada da conquista de qualquer outra Especialidade.

Você, como autor da proposta, deverá ser o primeiro na alcateia ou na tropa a conquistar a nova Especialidade. Nada impede que alguns dos seus companheiros ou companheiras se empolguem pela proposta e também decidam conquistá-la.

Todos os que conquistarem a “Especialidade de Seção”, poderão utilizar o distintivo. Como a Especialidade é ainda uma “recém nascida”, o distintivo conterá apenas o desenho do Ramo de Conhecimentos, conforme apresentamos abaixo:

4º Passo: Propondo a inclusão da Especialidade no Guia de Especialidades

Depois que você houver completado a conquista, pelo menos, do nível 1 da Especialidade que você mesmo propôs, é hora de sugerir sua inclusão no Guia de Especialidades. Dessa forma, crianças e jovens de outros pontos do Brasil também poderão tirar proveito de sua ideia.

Caso você seja lobinho, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Roca de Conselho. Caso seja aprovada, seu Akelá deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br ).

Caso você seja escoteiro ou sênior, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Corte de Honra. Caso seja aprovada, o Chefe da Seção deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br).

Após receber a proposta, o Escritório Nacional submeterá a sugestão da nova Especialidade à avaliação da Equipe Nacional de Especialidades, que examinará o assunto, introduzindo as modificações que se fizerem necessárias. Caso a proposta seja aprovada, a nova Especialidade será amplamente divulgada e incluída na próxima edição desse guia.

Se, por qualquer motivo, a proposta não for aprovada pela Equipe Nacional de Especialidades, o Escritório Nacional informará as razões da não aprovação e nenhum outro jovem deverá investir tempo e esforço na conquista daquela Especialidade. Ainda assim, conservam o direito de utilizar o distintivo correspondente todos aqueles que já a conquistaram, embora não possam pleitear prosseguir na busca dos requisitos necessários para a conquista de outros níveis.

Arco e flecha

Download

Artes Marcias

Download

Basquetebol

Download

Boxe

Download

Canoagem

Download

Capoeira

Download

Ciclismo

Download

Corrida de orientação

Download

Corrida de rua

Download

Cubo mágico

Download

Escalada

Download

Estudos desportivos

Download

Excursões

Download

Futebol

Download

Futebol de mesa

Download

Gamão

Download

Ginástica

Download

Handebol

Download

Hipismo

Download

Hipismo rural

Download

Ioiô

Download

Mergulho autônomo amador

Download

Mergulho livre

Download

Montanhismo

Download

Mountain bike

Download

Musculação

Download

Natação

Download

Paraquedismo

Download

Parkour

Download

Patinacao

Download

Pesca

Download

Prática desportiva

Download

Remo

Download

Skateboard

Download

Slackline

Download

Surf

Download

Técnicas verticais

Download

Tênis

Download

Tênis de Mesa

Download

Triatlo

Download

Vela

Download

Voleibol

Download

Xadrez

Download

Yoga

Download

Criando uma nova Especialidade

Você não precisa limitar seus interesses somente às Especialidades que aparecem neste guia. Você pode criar outras, seguindo um roteiro bastante simples.

1º Passo: Identificando um interesse

Como todo jovem, você é curioso e tem vontade de estar sempre aprendendo coisas novas. Digamos que, num determinado momento, você se interessa por um tema que nunca ninguém pensou em converter em Especialidade, mas que você acredita que poderia resultar em uma Especialidade interessante.

Para fazer com que a alcateia ou a tropa perceba seu interesse, verifique com os seus companheiros de matilha ou de patrulha se eles gostam da ideia. Procure apresentá-la em uma Roca do Conselho ou em uma reunião da Corte de Honra.

Converse também com os escotistas da seção e, quando tudo estiver um pouco mais claro, decidam qual será o nome da nova Especialidade e em qual dos cinco Ramos de Conhecimentos ela estará inserida.

2º Passo: Definindo os requisitos

Uma pessoa que conheça o assunto - e que provavelmente acabará sendo designada para atuar como seu instrutor ou examinador - poderá auxiliá-lo a definir os requisitos para a conquista dessa nova Especialidade.

É muito importante que essa definição se faça mediante um processo de discussão e de negociação, para que todos tenham a certeza de que, depois que tudo isso estiver terminado, você terá efetivamente conquistado uma Especialidade, trilhando o caminho do aprender, do fazer e do servir. Não se esqueça de que o número de requisitos deve ser um múltiplo de três.

3º Passo: Conquistando a Especialidade

Depois de percorridos os dois passos anteriores, está definida uma “Especialidade de Seção”, e sua conquista não difere em nada da conquista de qualquer outra Especialidade.

Você, como autor da proposta, deverá ser o primeiro na alcateia ou na tropa a conquistar a nova Especialidade. Nada impede que alguns dos seus companheiros ou companheiras se empolguem pela proposta e também decidam conquistá-la.

Todos os que conquistarem a “Especialidade de Seção”, poderão utilizar o distintivo. Como a Especialidade é ainda uma “recém nascida”, o distintivo conterá apenas o desenho do Ramo de Conhecimentos, conforme apresentamos abaixo:

4º Passo: Propondo a inclusão da Especialidade no Guia de Especialidades

Depois que você houver completado a conquista, pelo menos, do nível 1 da Especialidade que você mesmo propôs, é hora de sugerir sua inclusão no Guia de Especialidades. Dessa forma, crianças e jovens de outros pontos do Brasil também poderão tirar proveito de sua ideia.

Caso você seja lobinho, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Roca de Conselho. Caso seja aprovada, seu Akelá deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br ).

Caso você seja escoteiro ou sênior, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Corte de Honra. Caso seja aprovada, o Chefe da Seção deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br).

Após receber a proposta, o Escritório Nacional submeterá a sugestão da nova Especialidade à avaliação da Equipe Nacional de Especialidades, que examinará o assunto, introduzindo as modificações que se fizerem necessárias. Caso a proposta seja aprovada, a nova Especialidade será amplamente divulgada e incluída na próxima edição desse guia.

Se, por qualquer motivo, a proposta não for aprovada pela Equipe Nacional de Especialidades, o Escritório Nacional informará as razões da não aprovação e nenhum outro jovem deverá investir tempo e esforço na conquista daquela Especialidade. Ainda assim, conservam o direito de utilizar o distintivo correspondente todos aqueles que já a conquistaram, embora não possam pleitear prosseguir na busca dos requisitos necessários para a conquista de outros níveis.

Acampamento

Download

Almoxarifado

Download

Cidadania do mundo

Download

Culinária

Download

Culinária mateira

Download

Ferramentas de Corte

Download

Fogo de conselho

Download

História do escotismo

Download

Lenhador

Download

Marinharia

Download

Pioneiria

Download

Rastreamento

Download

Técnicas de sapa

Download

Criando uma nova Especialidade

Você não precisa limitar seus interesses somente às Especialidades que aparecem neste guia. Você pode criar outras, seguindo um roteiro bastante simples.

1º Passo: Identificando um interesse

Como todo jovem, você é curioso e tem vontade de estar sempre aprendendo coisas novas. Digamos que, num determinado momento, você se interessa por um tema que nunca ninguém pensou em converter em Especialidade, mas que você acredita que poderia resultar em uma Especialidade interessante.

Para fazer com que a alcateia ou a tropa perceba seu interesse, verifique com os seus companheiros de matilha ou de patrulha se eles gostam da ideia. Procure apresentá-la em uma Roca do Conselho ou em uma reunião da Corte de Honra.

Converse também com os escotistas da seção e, quando tudo estiver um pouco mais claro, decidam qual será o nome da nova Especialidade e em qual dos cinco Ramos de Conhecimentos ela estará inserida.

2º Passo: Definindo os requisitos

Uma pessoa que conheça o assunto - e que provavelmente acabará sendo designada para atuar como seu instrutor ou examinador - poderá auxiliá-lo a definir os requisitos para a conquista dessa nova Especialidade.

É muito importante que essa definição se faça mediante um processo de discussão e de negociação, para que todos tenham a certeza de que, depois que tudo isso estiver terminado, você terá efetivamente conquistado uma Especialidade, trilhando o caminho do aprender, do fazer e do servir. Não se esqueça de que o número de requisitos deve ser um múltiplo de três.

3º Passo: Conquistando a Especialidade

Depois de percorridos os dois passos anteriores, está definida uma “Especialidade de Seção”, e sua conquista não difere em nada da conquista de qualquer outra Especialidade.

Você, como autor da proposta, deverá ser o primeiro na alcateia ou na tropa a conquistar a nova Especialidade. Nada impede que alguns dos seus companheiros ou companheiras se empolguem pela proposta e também decidam conquistá-la.

Todos os que conquistarem a “Especialidade de Seção”, poderão utilizar o distintivo. Como a Especialidade é ainda uma “recém nascida”, o distintivo conterá apenas o desenho do Ramo de Conhecimentos, conforme apresentamos abaixo:

4º Passo: Propondo a inclusão da Especialidade no Guia de Especialidades

Depois que você houver completado a conquista, pelo menos, do nível 1 da Especialidade que você mesmo propôs, é hora de sugerir sua inclusão no Guia de Especialidades. Dessa forma, crianças e jovens de outros pontos do Brasil também poderão tirar proveito de sua ideia.

Caso você seja lobinho, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Roca de Conselho. Caso seja aprovada, seu Akelá deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br ).

Caso você seja escoteiro ou sênior, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Corte de Honra. Caso seja aprovada, o Chefe da Seção deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br).

Após receber a proposta, o Escritório Nacional submeterá a sugestão da nova Especialidade à avaliação da Equipe Nacional de Especialidades, que examinará o assunto, introduzindo as modificações que se fizerem necessárias. Caso a proposta seja aprovada, a nova Especialidade será amplamente divulgada e incluída na próxima edição desse guia.

Se, por qualquer motivo, a proposta não for aprovada pela Equipe Nacional de Especialidades, o Escritório Nacional informará as razões da não aprovação e nenhum outro jovem deverá investir tempo e esforço na conquista daquela Especialidade. Ainda assim, conservam o direito de utilizar o distintivo correspondente todos aqueles que já a conquistaram, embora não possam pleitear prosseguir na busca dos requisitos necessários para a conquista de outros níveis.

Administração

Download

Agricultura

Download

Alfabetização

Download

Animação da fé

Download

Aquicultura

Download

Arte digital

Download

Babá

Download

Barismo

Download

Biblioteconomia

Download

Bolsa de valores

Download

Braille

Download

Carpintaria

Download

Cartografia

Download

Civismo

Download

Comércio exterior

Download

Confeitaria

Download

Construção civil

Download

Costura

Download

Criação de animais de estimação

Download

Cuidados bucais

Download

Cuidados com Idosos

Download

Culinária vegetariana

Download

Decoração

Download

Defesa civil

Download

Defesa nacional

Download

Dublagem

Download

Educação financeira

Download

Empreendedorismo

Download

Encadernação

Download

Entrega de mensagens

Download

Estilismo

Download

Etiqueta

Download

Faixa do cidadão

Download

Garçom

Download

Horticultura

Download

Inclusão

Download

Informações turísticas

Download

Internet

Download

Investigação

Download

Jardinagem

Download

Jornalismo

Download

Libras

Download

Lides campeiras

Download

Línguas

Download

Liturgia católica

Download

Manicure

Download

Manutenção elétrica

Download

Maquiagem

Download

Marcenaria

Download

Mecânica aérea

Download

Mecânica de automóveis

Download

Mecânica de motor de popa

Download

Meliponicultura

Download

Minhocultura

Download

Missionário católico

Download

Navegação aérea

Download

Nutrição

Download

Observação aérea

Download

Paisagismo

Download

Pintura

Download

Prevenção ao alcoolismo

Download

Prevenção ao crime

Download

Prevenção ao uso de drogas

Download

Prevenção de incêndio

Download

Prevenção em saúde

Download

Primeiros socorros

Download

Produção de laticínios

Download

Propaganda e marketing

Download

Radioamadorismo

Download

Radioescuta

Download

Reciclagem

Download

Reparos domésticos

Download

Reparos navais (antigo reparos em fibra)

Download

Salvamento

Download

Secretariado

Download

Segurança

Download

Segurança doméstica

Download

Segurança no mar

Download

Segurança no trânsito

Download

Segurança pública

Download

Serralharia

Download

Sinalização

Download

Sobrevivência

Download

Sobrevivência no mar

Download

Socorrismo

Download

Topografia

Download

Trabalho voluntário

Download

Transporte ferroviário

Download

Vendas

Download

Vitrines

Download

Criando uma nova Especialidade

Você não precisa limitar seus interesses somente às Especialidades que aparecem neste guia. Você pode criar outras, seguindo um roteiro bastante simples.

1º Passo: Identificando um interesse

Como todo jovem, você é curioso e tem vontade de estar sempre aprendendo coisas novas. Digamos que, num determinado momento, você se interessa por um tema que nunca ninguém pensou em converter em Especialidade, mas que você acredita que poderia resultar em uma Especialidade interessante.

Para fazer com que a alcateia ou a tropa perceba seu interesse, verifique com os seus companheiros de matilha ou de patrulha se eles gostam da ideia. Procure apresentá-la em uma Roca do Conselho ou em uma reunião da Corte de Honra.

Converse também com os escotistas da seção e, quando tudo estiver um pouco mais claro, decidam qual será o nome da nova Especialidade e em qual dos cinco Ramos de Conhecimentos ela estará inserida.

2º Passo: Definindo os requisitos

Uma pessoa que conheça o assunto - e que provavelmente acabará sendo designada para atuar como seu instrutor ou examinador - poderá auxiliá-lo a definir os requisitos para a conquista dessa nova Especialidade.

É muito importante que essa definição se faça mediante um processo de discussão e de negociação, para que todos tenham a certeza de que, depois que tudo isso estiver terminado, você terá efetivamente conquistado uma Especialidade, trilhando o caminho do aprender, do fazer e do servir. Não se esqueça de que o número de requisitos deve ser um múltiplo de três.

3º Passo: Conquistando a Especialidade

Depois de percorridos os dois passos anteriores, está definida uma “Especialidade de Seção”, e sua conquista não difere em nada da conquista de qualquer outra Especialidade.

Você, como autor da proposta, deverá ser o primeiro na alcateia ou na tropa a conquistar a nova Especialidade. Nada impede que alguns dos seus companheiros ou companheiras se empolguem pela proposta e também decidam conquistá-la.

Todos os que conquistarem a “Especialidade de Seção”, poderão utilizar o distintivo. Como a Especialidade é ainda uma “recém nascida”, o distintivo conterá apenas o desenho do Ramo de Conhecimentos, conforme apresentamos abaixo:

4º Passo: Propondo a inclusão da Especialidade no Guia de Especialidades

Depois que você houver completado a conquista, pelo menos, do nível 1 da Especialidade que você mesmo propôs, é hora de sugerir sua inclusão no Guia de Especialidades. Dessa forma, crianças e jovens de outros pontos do Brasil também poderão tirar proveito de sua ideia.

Caso você seja lobinho, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Roca de Conselho. Caso seja aprovada, seu Akelá deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br ).

Caso você seja escoteiro ou sênior, você deverá apresentar a proposta final (contendo nome da especialidade, Ramo de Conhecimento e seus requisitos) para a aprovação da Corte de Honra. Caso seja aprovada, o Chefe da Seção deverá enviá-la ao Escritório Nacional (pelo e-mail: especialidades@escoteiros.org.br).

Após receber a proposta, o Escritório Nacional submeterá a sugestão da nova Especialidade à avaliação da Equipe Nacional de Especialidades, que examinará o assunto, introduzindo as modificações que se fizerem necessárias. Caso a proposta seja aprovada, a nova Especialidade será amplamente divulgada e incluída na próxima edição desse guia.

Se, por qualquer motivo, a proposta não for aprovada pela Equipe Nacional de Especialidades, o Escritório Nacional informará as razões da não aprovação e nenhum outro jovem deverá investir tempo e esforço na conquista daquela Especialidade. Ainda assim, conservam o direito de utilizar o distintivo correspondente todos aqueles que já a conquistaram, embora não possam pleitear prosseguir na busca dos requisitos necessários para a conquista de outros níveis.

Fale

Conosco

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens