Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens

Escoteiros do Brasil
ods

Escotismo e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

O Movimento Escoteiro é um movimento de educação não-formal, cuja proposta educativa está focada em “Educar para a Vida” por meio da aquisição de conhecimentos, habilidades e atitudes. Nosso propósito é converter os jovens em cidadãos ativos, que sejam úteis em suas comunidades e ajudem a construir um mundo melhor. Nesse contexto, trabalhar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável é essencial para atingirmos nossa proposta educativa.

 

A Educação para o Desenvolvimento Sustentável 

  • Permite que cada indivíduo adquira os conhecimentos, habilidades, atitudes e valores necessários para dar forma a um futuro sustentável;
  • Significa incluir as problemáticas chave para o desenvolvimento sustentável no processo de ensino aprendizagem;
  • Com métodos de ensino aprendizagem participativos que motivem e empoderem os jovens a transformar seus comportamentos e a tomar atitudes (ação);
  • Consequentemente promovendo competências como o pensamento crítico, imaginando cenários de futuro e tomando decisões de forma colaborativa.

(UNESCO 2014)

 

Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável visam materializar os direitos humanos para todos, além de obter a igualdade de gênero, e o empoderamento feminino. Os ODS são integrados, indivisíveis, e igualam as três dimensões do desenvolvimento sustentável: a econômica, a social e a ambiental. Segue  a baixo a lista dos 17 ODS:

Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Programa Educativo e os ODS

O Programa Educativo, por meio de suas diversas ferramentas deve:

  • INSPIRAR os jovens a se converterem em cidadãos globais ativos, oferecendo educação, capacitação e oportunidades de aprendizagem através do Movimento Escoteiro para explorar e atuar pelo desenvolvimento sustentável.
  • HABILITAR com ferramentas e informação para desenvolver competências chave para o desenvolvimento sustentável, oferecendo experiências educativas não formais de qualidade para crianças, adolescentes e jovens.
  • ENTREGAR ações locais conectadas aos ODS por meio de projetos de serviço e desenvolvimento comunitário que se implementa como parte do programa Educativo e iniciativas dentro do marco “Mundo Melhor”.

 

No caso do Escotismo, o seu foco principal de atuação está em consonância com o ODS 4 (Educação de Qualidade), mais especificamente a meta 4.7, que trata da educação para o desenvolvimento sustentável:

 

“Objetivo 4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos

(…)

4.7 até 2030, garantir que todos os alunos adquiram conhecimentos e habilidades necessárias para promover o desenvolvimento sustentável, inclusive, entre outros, por meio da educação para o desenvolvimento sustentável e estilos de vida sustentáveis, direitos humanos, igualdade de gênero, promoção de uma cultura de paz e não-violência, cidadania global, e valorização da diversidade cultural e da contribuição da cultura para o desenvolvimento sustentável.”

 

O Escotismo tem, basicamente, dois tipos de ações alinhadas com a educação para o desenvolvimento sustentável: ações pontuais, caracterizadas por atividades de grande impacto na comunidade e que buscam sensibilizar as pessoas para as questões relacionadas ao desenvolvimento sustentável, e ações contínuas, que fazem parte do sistema de progressão pessoal delineado no Programa Educativo do Movimento Escoteiro e que buscam desenvolver competências de sustentabilidade nas crianças, adolescentes e jovens que praticam o Escotismo.

Como exemplos de ações pontuais, temos o Projeto Educação Escoteira e os Mutirões de Ação Ecológica e de Ação Comunitária.

 

O Projeto Educação Escoteira é desenvolvido em maio de cada ano, em centenas de escolas do Brasil, e busca levar o tema dos ODS para o interior das escolas, por meio de jogos e atividades lúdicas, em linha com a meta 4.7.

 

O Mutirão de Ação Ecológica, por sua vez, é realizado em junho, próximo ao Dia Mundial do Meio Ambiente, e mobiliza os escoteiros de todo o país na realização de atividades relacionadas com o meio ambiente, contribuindo com os ODS 11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis), 12 (Consumo e Produção Responsáveis), 13 (Ação contra Mudança Global do Clima), 14 (Vida na Água) e 15 (Vida Terrestre).

 

Já o Mutirão Nacional Escoteiro de Ação Comunitária, popularmente conhecido como MutCom, é uma atividade de mobilização nacional voltada à integração e colaboração dos Escoteiros do Brasil com a sociedade, contribuindo de maneira direta ou indireta com todos os ODs dependendo do tema proposto. Para os jovens é a oportunidade de exercer atividades de serviço que estimulam o envolvimento com a comunidade.

 

Para a obtenção do distintivo do Mensageiros da Paz, o escoteiro deve criar e participar de projetos que desenvolvam algum dos 17 ODS.

 

Para a obtenção da Insígnia Mundial do Meio Ambiente, os escoteiros precisam desenvolver e participar de projetos relacionados com as questões ambientais, contribuindo com os ODS 6 (Água Potável e Saneamento), 7 (Energia Limpa e Acessível), 11, 12, 13, 14 e 15 (já especificados acima).

 

A Insígnia Mares Limpos, por outro lado, é um desafio proposto aos escoteiros e visa incentivá-los a reduzir o consumo de plásticos descartáveis, em sintonia com os ODS 12 e 14.

 

Também no sistema de progressão pessoal se busca, pela experiência oferecida nas atividades, que os escoteiros conquistem inúmeras competências que se encontram no contexto dos ODSs, como, por exemplo, uma competência para o Ramo Lobinho que propõe que a criança “compreenda e participe da economia de água e de energia elétrica, reconheça a importância da coleta seletiva do lixo e dispense cuidados às plantas e animais”, e que evolui, no Ramo Pioneiro, para a competência de “contribuir para a preservação da vida por intermédio de práticas sustentáveis no trato do ambiente natural e da convivência harmônica com a natureza”.

 

Além disso, o Escotismo, por meio do seu Programa Educativo, valoriza a igualdade de gênero (ODS 5) e a diversidade cultural (ODS 10), promove uma cultura de paz e não-violência (ODS 16), buscando fazer do escoteiro um cidadão global, numa sociedade cada vez mais globalizada e, ao mesmo tempo, heterogênea, contribuindo para que ele seja um agente de transformação em prol da construção de um mundo melhor e mais justo.

 

Confirma na tabela abaixo como as atividades oferecidas pelo Programa Educativo se relacionam com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

 

 

Autores: Juliana Cochenski, Rubem Tadeu Perlingeiro e Vitor Augusto Gay

Fale

Conosco

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens