Tribuna Popular na Câmara homenageia escoteiros do Amazonas

4 maio 2017

A Tribuna Popular realizada, nesta quarta-feira (3), na Câmara Municipal de Manaus (CMM) homenageou os escoteiros do Amazonas pela passagem do Dia Mundial do Escoteiro, comemorado em 23 de abril. A homenagem, uma iniciativa do vereador Professor Fransuá (PV), teve a participação de representantes dos diversos grupos e Movimentos Escoteiros do Estado e da capital.

Durante a Tribuna, presidida pelo vereador Reizo Castelo Branco (PTB), Professor Fransuá disse que se identifica com o Movimento Escoteiro pela mesma bandeira de luta que defende como parlamentar, principalmente, na defesa do meio ambiente e educação.

“A presença do escotismo na formação de jovens com valores morais, em um País que exporta corrupção para o mundo, a formação dos jovens pela escola de escoteiros nos trás uma importante e significativa contribuição. O escotismo é um método complementar da educação, por isso, temos o dever de apoiar os jovens, principalmente, os que passam por situações com envolvimento com drogas”, observou Fransuá.

Por sua vez, o coordenador de Comunicação da Entidade Escoteiros do Brasil Amazonas, Fábio Oliveira Costa, fez um breve relato histórico sobre o movimento que nasceu na Inglaterra. Segundo informações do coordenador, em 17 de abril de 1910 o escoteirismo chega ao Brasil com a 1ª base escoteira. Em 1924, foi criada a União dos Escoteiros do Brasil.

Fábio Oliveira ressaltou também a importância das atividades da instituição sem fins lucrativos. “Trabalhamos com a educação de jovens, principalmente, na formação do caráter juvenil, por meio de jogos e atividades ao ar livre, como exercícios, excursões e acampamentos. Essas práticas têm como finalidade desenvolver noções e dever com a Pátria e com o próximo”, acrescentou o coordenador.

O diretor regional da União dos Escoteiros do Brasil Amazonas, Paulo da Costa França ressaltou, entre as inúmeras propostas defendidas pelo escotismo, a contribuição para a formação política dos jovens para uma sociedade construtiva. “Formamos cidadãos responsáveis, sempre mantendo a responsabilidade política em harmonia e promoção da paz, sem distinção de cor e raça”, frisou o diretor.

Outros princípios da entidade, também observados pelo diretor, foram o dever com Deus e o respeito às demais religiões, a cooperação e a fraternidade, o reconhecimento e o equilíbrio do meio ambiente. “Sempre buscamos a valorização e incentivo da autonomia baseados na confiança. Agradeço este momento e convido a nossa fraternidade a saudar com palmas escoteiras os parlamentares desta augusta Casa”, completou Paulo.

Entre os demais que participaram da Tribuna Popular, está o presidente dos Escoteiros do Amazonas, André Luis da Silva e os vereadores Professor Gedeão Amorim (PMDB), Raulzinho (DEM) e Professora Therezinha Ruiz (DEM)

Professor Gedeão observou que o escotismo traz formação e personalidade ao cidadão. “Parabéns aos que dedicam parte de seu tempo para colaborar com essa formação”, elogiou o parlamentar.

“Há muito tempo acompanho e sei dos ensinamentos que desenvolve a entidade e da importância que é dada para a família, como contribuição para o crescimento cidadão e educacional dos jovens. Bom seria colocar os adolescentes perdidos nas drogas, que infelizmente não tem essa orientação familiar”, destacou a Therezinha Ruiz.

Reizo Castelo Branco destacou que já foi desbravador e observou a importância da formação pela escola escotista. “É uma união disciplinada até mais forte que a própria escola de ensino normal”, acrescentou o vereador, dizendo que a Casa estará sempre à disposição do Movimento.

Números

A União de Escoteiro do Amazonas já conta com a participação de 1.050 escoteiros que marcam em vários municípios do Estado do Amazonas. Na capital, já somam 11 unidades escoteiras espalhadas em diversas áreas da capital.

No Brasil já existem mais de cem mil associados e a taxa de crescimento chegou a 11% este ano, superando os 7% do ano passado. Aproximadamente, 72 mil jovens em todo o País se dedicam em criar um mundo mais harmonioso e mais fraterno.

Por conta das ações realizadas pelo Movimento no mundo, milhares de pessoas são beneficiadas com incentivo à cultura, educação, fraternidade, valorização da prática ao esporte, com objetivo de interligar-se a outros Países, na contribuição e promoção da paz.

Sobre a data

O Dia Mundial do Escoteiro é comemorado em todo o mundo no dia 23 de abril. O movimento foi fundado pelo britânico Robert Stephenson Smyth, em 1907, com objetivo de tornar meninos cidadãos exemplares. Os escoteiros têm diversos lemas, tais como: “estar sempre alertas para ajudar sempre o próximo e praticar diariamente uma boa ação”.

Os escoteiros prezam a natureza e as atividades ao ar livre como exercícios, excursões e acampamentos, e tem como finalidade serem sadios para desenvolver noções e dever com a Pátria e com as pessoas. O Dia Mundial do Escoteiro também é conhecido simplesmente como Dia do Escoteiro ou Dia do Escotismo.

Texto: Valdete Araújo – DIRCOM/CMM

Foto: Tiago Corrêa – Dircom/CMM

Fonte: Câmara Municipal de Manaus

Skip to content