Escoteira coloca em prática ensinamentos do Movimento escoteiro e realizar parto em carro de aplicativo de mobilidade

1 novembro 2019

A jovem escoteira Isabela Adriano de Souza de 20 anos, integrante do ramo pioneiro no grupo escoteiro (67º SC Continente) realizou na noite da última terça-feira dia (29) em Florianópolis o parto emergencial de uma amiga em um carro de aplicativo de mobilidade.

A parturiente identificada como Nena de 29 anos começou a sentir fortes contrações na tarde de terça e acionou o esposo que estava trabalhando em São Paulo, logo após o esposo ligou para Isabela e pediu que a mesma desse um auxilio para esposa. Quando Isabela chegou com seu Kit de Primeiros Socorros, a mulher já estava aguardando no veiculo de mobilidade e rapidamente seguiram para o hospital mais próximo, em meio ao trânsito o motorista do aplicativo presenciou que a mulher já estava perdendo liquido da bolsa gestacional e em plena Avenida Presidente Kennedy, no bairro Kobrasol Nena começa a dar a luz a pequena Giovanna.

A escoteira não pensou duas vezes começou a colocar em pratica os ensinamentos aprendidos na especialidade de Primeiros Socorros no grupo escoteiro que participa e auxiliou a vinda de Geovanna, Isabela segurou a criança até a chegada ao Hospital Regional de São José, a mãe e a criança receberam o devido atendimento.

Na quarta-feira após o ocorrido a escoteira recebeu uma mensagem da amiga dizendo: Bom dia, eu gostaria de agradecer a você por tantos milhões de vezes pelo seu incrível apoio e carinho por nós, não sei como agradecer, mas digo Obrigado e obrigado mais uma vez. Tenho sorte de ter você. Bom dia, eu gostaria de agradecer a você por tantos milhões de vezes pelo seu incrível apoio e carinho por nós, não sei como agradecer, mas digo Obrigado e obrigado mais uma vez. Tenho sorte de ter você.
A escoteira disse ficar muito emocionada com feito “Foi bem emocionante para mim, fazer nessas dificuldades. A Giovanna nasceu sem complicações. Assim que pude segurá-lá e ouvi-la chorando, foi indescritível. Inexplicável”, emocionou-se a jovem. A jovem escoteira irá se formar no próximo ano como Bombeira Comunitária.

Ramo Pioneiro

A partir dos 18 anos, e até os 21 incompletos, integramos o Ramo Pioneiro. Nossa equipe forma o clã, e é onde nos apoiamos e descobrimos interesses em comum. Levamos a sério nosso lema “Servir”, já que vivemos uma aventura que não é mais simbólica ou imaginária, pois experimentamos o papel real do adulto por meio do serviço e das atividades de desenvolvimento comunitário.

O cotidiano no clã nos dá bastante liberdade, mas já estamos cientes da responsabilidade que isso traz – somos nós que organizamos nossas próprias atividades. Esse é o período em que entramos na vida adulta, e estamos concluindo a formação de nossos valores e princípios.

Mesmo estando no clã, já podemos participar como adultos voluntários em outros Ramos atuar ativamente em nossas comunidades. Prestes a completar 21 anos, é chegada a hora de encerrar nossa caminhada como jovem no Movimento Escoteiro. A Cerimônia de Partida marca essa etapa, que pode ser seguida pela vida escoteira no papel de voluntário, como escotista ou dirigente.

Skip to content