Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens

Benefcios do Escotismo ganham destaque na mdia paranaense


17/11/2014 13:54:11


A Gazeta do Povo, o maior jornal do Paran, publicou uma matria sobre os benefcios que o Escotismo traz para a vida das crianas, jovens e adolescentes. Confira:

tarde de sbado. No Bosque do Papa Joo Paulo II, o menino Leandro Lopes dos Santos, de 9 anos, corre e ri com outras crianas de sua idade. De bon azul na cabea e leno no pescoo, ele aproveita para brincar nos minutos que antecedem o incio da atividade do Grupo Escoteiro Marechal Rondon.


Leandro se tornou lobinho, como so chamados os membros do escotismo de sete a 10 anos, durante uma fase difcil de sua vida. H um ano, ele se tornou rfo de pai. O menino, que sempre foi agitado, reagiu perda precoce com indisciplina tanto em casa quanto na escola. As notas caram, ele estava muito rebelde e dengoso, conta sua me, a dona de casa Maria Cristina Padilha Lopes, de 35 anos.

Em meio a esses problemas, resolveram conhecer o movimento escoteiro por sugesto de uma amiga de infncia de Maria Cristina, a administradora Suzana Dvila, que chefe dos lobinhos do grupo Marechal Rondon. Leandro comeou a participar das atividades, gostou e decidiu entrar no grupo.

Hoje, quase um ano depois, a me avalia que os jogos, canes e passeios contriburam para o desenvolvimento do filho. Alm do progresso no boletim, Leandro est mais maduro e consciente. Ele procura fazer boas aes e se vira sozinho, mostra iniciativa e independncia, compara Maria Cristina.

Cidadania e Autonomia

Temos vrios casos de melhoria no meio familiar e escolar, conta a presidente do grupo Marechal Rondon, a advogada Valria Reginatto. Segundo ela, o escotismo um movimento educacional no-formal que desenvolve em seus membros o conceito de cidadania. Incentivamos eles a ver que a vida vai alm do umbigo deles, explica.

Com atividades que estimulam o respeito ao prximo, ao meio ambiente e comunidade, crianas e jovens so instigados a deixar o mundo melhor do que o encontraram. Em contato com um conjunto de valores que envolve lealdade, cortesia e educao, eles vo naturalmente desenvolvendo senso poltico, de justia e de respeito s regras da vida em sociedade, diz a presidente.

A orientadora disciplinar e coordenadora pedaggica Dora Lcia Cotrin Alcntara afirma que o escotismo traz inegveis benefcios educao dos participantes. O aspecto cognitivo estimulado com tarefas de concentrao e desafios, como aprender a fazer ns. E h um crescimento global, com o desenvolvimento da autonomia e da integrao social, observa a pedagoga, que tem uma filha escoteira.

Durante as atividades, os membros so colocados em situaes em que lideram e so liderados. Isso os prepara para a vida, inclusive para o mercado de trabalho, ressalta Dora: O contato pessoal com o prximo, que tem se perdido com tanta tecnologia, resgatado. A vivncia em grupo, o trabalho em equipe, a troca, a conversa, tudo isso muito valorizado.

De acordo com a pedagoga, notvel o progresso que o escotismo gera em crianas tmidas, medrosas, inseguras ou com dficit de ateno. As prticas escoteiras mexem nos mecanismos emocional e mental, a criana v que pode enfrentar desafios e fica mais autoconfiante. Sou apaixonada pela educao e me tornei apaixonada pelo movimento escoteiro, declara.

Servio

Podem praticar o escotismo crianas e jovens de 7 a 21 anos. Em Curitiba, h 35 grupos escoteiros. Para saber qual se rene mais prximo sua casa, consulte o site www.escoteiros.org. As mensalidades variam de R$ 10 a R$ 75, dependendo do grupo e de descontos e isenes para participantes carentes.

Adaptao

Criado no incio do sculo 20, o mtodo escoteiro constantemente atualizado

O mtodo escoteiro direcionado por um programa educativo, semelhante ao currculo de um colgio, explica a presidente do grupo Marechal Rondon, Valria Reginatto. Como o escotismo nasceu no incio do sculo 20, o programa passa por constante atualizao. Fazemos renovaes peridicas com o apoio de educadores e psiclogos. H um acompanhamento permanente para que as prticas estejam adequadas ao momento em que se est vivendo, salienta.

Nas conversas e atividades, por exemplo, foram includos os temas bullying e exposio na internet, tpicos de que no se cogitava falar h alguns anos. As redes sociais e as novas tecnologias tambm foram includas no cotidiano escoteiro. A gente no pode se amarrar a mtodos do passado, hoje o jovem passa a maior parte do dia com o celular na mo, nas redes sociais. Usamos Twitter, Facebook e Instagram para compartilhar experincias entre os membros e tambm para levar o escotismo a outras pessoas, afirma a presidente.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/

Fale

Conosco

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens