Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens

Ele tem 9 anos, e est no topo do Escotismo


09/09/2015 08:06:40


Desde que entrou no Grupo de Escoteiros Jundi, em 12 de abril de 2012, o pequeno Gustavo Costa Rodrigues, de 9 anos, tem se destacado pelo empenho, dedicao e perseverana. As qualidades so inerentes a qualquer escoteiro que se preze, mas o estudante do 4 ano da Escola Anchieta sempre teve um objetivo: conquistar o Cruzeiro do Sul, distintivo especial do Ramo Lobinho, do qual faz parte.


Quando Gustavo concedeu esta entrevista para a reportagem do Jornal de Jundia Regional, nem imaginava que j tinha obtido a aprovao da Diretoria do Grupo Escoteiros e a homologao da Diretoria Regional - ambos necessrios para conquistar o Cruzeiro do Sul. Estou na expectativa e esperanoso que vou conseguir alcanar meus objetivos, j que prometi e fiz o meu melhor para cumprir todos os deveres, declara.

O Cruzeiro do Sul, incluindo o distintivo e o certificado, ser entregue a Gustavo neste sbado, durante uma grande festa que acontece na sede do grupo de escoteiros.

Mas Gustavo fez mais. Para se lanar como um futuro detentor do Cruzeiro do Sul, cumpriu algumas atividades, como: participou de trs acampamentos ou acantonamentos, conquistou cinco especialidades em trs ramos diferentes de conhecimento, obteve quatro insgnias (Meio Ambiente, Lusofonia (conjunto de algumas identidades culturais existentes em pases, regies, estados ou cidades falantes da lngua portuguesa), ou Insgnias do Cone Sul e Boa Ao.

Na busca de atingir todas estas metas, Gustavo obteve habilidade como confeiteiro, biblioteconomia, artes marciais, oratria, plastemodelismo (hobby que consiste em construir miniaturas em escala reduzida fabricadas na forma de kits plsticos com o objetivo de exposio esttica), pesca, excurses, lnguas (ingls), skate, artes e artesanato, colees, entre outros conhecimentos.

Quem pensa que Gustavo deixou de ser criana ou relaxou nos estudos, a resposta vem do pai, Luiz Carlos Rodrigues Jnior. O escotismo transformou o Gustavo em um menino mais responsvel, consciente de suas obrigaes e valorizando os estudos, afirma.

Gustavo lembra o pai que ainda encontra tempo para as brincadeiras de criana. No deixei de me divertir com meus amigos, assim como frequentar as aulas de taekwondo. Sou uma criana comum, diz.

O responsvel Foi o pai de Gustavo, o grande responsvel por levar o filho at o escotismo. Viemos participar de um campeonato de taekwondo no Centro Esportivo Francisco Dal Santo, na Vila Rami, ao lado do Grupo Jundi. O local nos chamou a ateno e decidimos conhecer de perto a proposta do grupo. A partir daquele dia, Gustavo passou a pedir para que o deixasse participar do escotismo, lembra.

No fim, no s permiti que ele entrasse para o grupo, como tambm passei a frequentar. Meu pai sempre foi companheiro, sempre participou de tudo comigo, diz o garoto.

Para o fundador do Jundi, Valdir Linardi de Souza, um dos objetivos do escotismo unir e valorizar o papel da famlia. Aqui temos o exemplo de um pai que decidiu atender ao pedido do filho e aderiu a este trabalho voluntrio que visa a formao de carter, acredita.

Sobre Gustavo, Linardi enftico. H crianas que precisamos frear para no atropelar etapas. Gustavo se enquadra nestes casos. Mas um prodgio que ter um futuro brilhante no escotismo e, futuramente, ser um homem de carter, finaliza.

Fonte: Jornal de Jundia

Fale

Conosco

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens