Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens

Casos de febre amarela intensificam atenção por cuidados com saúde

10 de janeiro de 2018


Desde outubro do último ano, um pequeno surto de febre amarela foi identificado na região de São Paulo. Embora oficialmente o Ministério da Saúde considere que o surto encerrou em julho/agosto de 2017, desde então onze novos casos da doença foram confirmados entre São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Pelo menos quatro mortes foram confirmadas como febre amarela.

Nos estados de SP, RJ e BA, a vacinação contra a febre será reforçada, em doses fracionadas. A recomendação aos Escoteiros é de estar atento aos sintomas da doença, como dores de cabeça e musculares, febre, enjoos e vômito, perda de apetite e fraqueza. Também é indicado para quem está nas áreas de risco (norte da Grande de São Paulo) buscar postos de saúde para a vacinação. Em bairros como Casa Verde, Cachoeirinha e Tremembé, e o município de Mairiporã, por conta da proximidade com os parques estaduais e maior número de casos suspeitos, a atenção é redobrada.

É importante ressaltar que mesmo a dose fracionada é recomendada apenas a partir dos 02 anos de idade. O Ministério da Saúde recomenda a dose completa para crianças entre 09 meses e dois anos, pacientes com condições clínicas especiais (tratamentos de quimioterapia, portadores de HIV/Aids, mas após avaliação médica), gestantes e pessoas que viajarão para outros países. Também é recomendada para crianças a partire de 06 meses de idade nas áreas de risco.

Como medida para evitar contaminações após a morte de macacos, o Governo de São Paulo fechou 26 parques municipais e estaduais da capital e região metropolitana. A doença é transmitida pela picada de mosquitos, e no Brasil, tem casos confirmados apenas da variação silvestre – não há registros da variação urbana desde 1942.

Portanto, para todo Escoteiro que está nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, principalmente nas regiões consideradas de risco, vale o aviso: fique atento aos possíveis sintomas, e aproveite os mutirões de vacinação. Sempre alertas com a nossa saúde!

Fale

Conosco

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens