Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens

O Conselho de Administração Nacional é o órgão diretivo nacional, responsável pela deliberação e alinhamento de pontos relevantes do Escotismo nacionalmente. Além do presidente e vice-presidente, 12 conselheiros completam o CAN - constam também seis suplentes, que participam em caso de ausência.
A cada dois anos, 50% do Conselho é renovado em eleição realizada durante o Congresso Nacional Escoteiro. Sua estrutura ainda conta com diferentes grupos de trabalho, conforme sua necessidade, e duas comissões.
Entre em contato com o Conselho de Administração Nacional no e-mail falecomocan@escoteiros.org.br

...

LUIZ FERNANDO VENDRAMINI
Presidente

...

JONATHAN H. GOVIER
Vice-Presidente

...

JOSE INACIO DE OLIVEIRA

...

RICARDO KONTZ

...

SÉRGIO MARANGONI ALVES

...

RENATO BINI

...

ANTONIO LUIZ MALAFAIA

...

PAULO HENRIQUE MACIEL BARBOSA

...

ANTONIO JOÃO LEITÃO NUNES

...

RAFAEL MATIAS DE OLIVEIRA

...

ANTONINO PIO DE CARVALHO SOBRINHO

...

JOSE PRACILIO DA SILVA FILHO

...

SANDRA VALDA NOGUEIRA DOS SANTOS

...

WINDER OLIVEIRA GARCIA

SUPLENTES

...

DAYANNA CRISTINE GOMES ROSA BEZERRA
1º suplente

...

FRANCISCO NEVES SIQUEIRA
2º suplente

...

ANDRÉ TORRICELLI F. DA ROSA
3º suplente

...

CLEUDSON DE OLIVEIRA E SILVA
4º suplente

...

WENDELL DE BARROS DANTAS
5º suplente

...

MIGUEL NEY CARVALHO DE OLIVEIRA
6º suplente

O Grupo de Trabalho Planejamento Estratégico prepara os dados que ajudarão na definição de metas e alinhamento das ações para os próximos anos. Por meio de pesquisas, estudos e análises de resultados e indicadores, o GT reconhece as necessidades e questões estratégicas, acompanhando as mudanças no Escotismo no país para que as ações da instituição possam ser direcionadas de forma ainda mais eficaz.

...

JONATHAN GOVIER
coordenador

Com a função de analisar todas as resoluções em vigência, sugerindo a revisão, supressão ou incorporação destas a outros textos normativos escoteiros, o GT Resoluções do CAN tem como objetivo garantir a devida manutenção dos documentos oficiais, realocando-os quando necessário, para que tenhamos uma legislação escoteira enxuta, objetiva e amigável para nossos associados.

...

WINDER GARCIA
coordenador

Responsável pela elaboração de propostas de posicionamento relativas a temas que exijam maior estudo, pesquisas, consultas externas, levantamento de Leis, documentos e pareceres externos a nossa instituição, o GT Posicionamento Institucional é composto por integrantes do CAN com a participação de colaboradores convidados. Os posicionamentos elaborados são então enviados para discussão com todo o Conselho, que é o responsável pelo posicionamento institucional final.

...

RAFAEL MATIAS
coordenador

O GT Avaliação do Planejamento Estratégico acompanha os pontos estabelecidos no documento oficial, criando mecanismos de medida para garantir o atingimento das metas e objetivos.

...

RICARDO KONTZ
coordenador

Tem a função de analisar e julgar os processos de reconhecimentos e condecorações cujas competências sejam de exclusividade do CAN ou a ele atribuída. É um GT permanente, que pode contar com o auxílio de colaboradores externos.

...

PAULO HENRIQUE MACIEL BARBOSA
coordenador

Além de proporcionar aos associados uma visibilidade maior sobre as ações em relação à prestação de contas, o GT Transparência atua dando orientações e propostas para que a instituição se firme ao público interno e externo com total idoneidade e credibilidade.

...

JOSÉ PRACÍLIO DA SILVA FILHO
coordenador

O Grupo de Trabalho Políticas Institucionais destina-se a elaborar políticas estratégicas da instituição, cujas definições são atribuições do próprio Conselho de Administração Nacional.

...

SÉRGIO MARANGONI
coordenador

A fim de oferecer encontros nacionais de qualidade, o Grupo de Trabalho Eventos Nacionais trabalha em conjunto com a Diretoria Executiva Nacional e com a Rede Nacional de Jovens Líderes com o objetivo de planejar e organizar eventos da melhor forma possível, em especial o Congresso Nacional Escoteiro, a Assembleia e o Fórum de Jovens.

...

LUIS MALAFAIA
coordenador

O GT Fortalecimento das Regiões destina-se a discutir se a atual estrutura de Estados para definir uma região escoteira deve ser mantida ou reestruturada. O objetivo é fortalecer as ações localmente, dando mais ferramentas para que as regiões possam trabalhar e alcançar os objetivos.

...

SÉRGIO MARANGONI
coordenador

A Comissão Fiscal Nacional avalia, orienta e aprova os documentos de gestão financeira e patrimonial da instituição. Três membros e três suplentes se reúnem, ao menos duas vezes por ano, para analisar e emitir relatórios ao Conselho de Administração Nacional quanto aos balancetes mensais e anuais.

...

RONALDO SANTOS DA CRUZ
Presidente

...

LUIZ SALGADO KLAES

...

MARIOVANI CERVI

SUPLENTES

...

Paulo Sergio Pereira de Lima
1º suplente

...

Nelson Zepka Senna
2º suplente

...

Ricardo Machado
3º suplente

Órgão responsável pela instrução e emissão de pareceres em procedimentos disciplinares, a Comissão de Ética e Disciplina Nacional é composta por três membros titulares e três suplentes. A comissão examina as infrações disciplinares e éticas encaminhadas pelo Conselho de Administração Nacional.

...

ARCÂNGELO DOS SANTOS SAFANELLI
Presidente

...

MARCOS MAGNO GOMIDE VIEIRA

...

RAPHAEL TOSTES

...

RONALDO ENGRACIA
Suplente

Fale

Conosco

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens